loading

BLOG

10
jun
Mirador-Building-by-MVRDV-and-Blanca-Lleo-photo-Luis-Garcia-by-Axel-de-Stampa

Arquitetura Animada

O universo da Arquitetura é muito rico e fascinante, mas quanto ao seu entendimento, não é tão acessível como o universo da Arte, que ainda é um tanto complexo para muitos. Comparativamente a obra de arte, a leitura de uma obra Arquitetônica vai muito além de uma simples estrutura com fachada. Para compreendê-la é necessário conhecer seus conceitos, sua planta, espaços interiores e exteriores. Não basta apenas achar sua estrutura bela, mas sim fazer uma leitura de tudo que a engloba.

Essa leitura não é nada fácil para a maioria das pessoas, mas quanto a isso, existem inúmeras obras acadêmicas que podem auxiliar os interessados leigos, além dos diversos recursos tecnológicos que favorecem a leitura de um projeto arquitetônico em três dimensões (3D), o que não para por aí, como podemos ver no trabalho do arquiteto francês Axel de Stampa.

Vitra Haus by Herzog & Meuron. Fotografia desconhecida. Gif por Axel de Stampa

Propondo um novo conceito na forma de olhar a arquitetura, Axel de Stampa, mostra que ao aplicar o formato gif sobre imagens de obras arquitetônicas, promove movimentos repetidos indefinidamente, gerando um novo olhar sobre essas estruturas que ele chama de quarta dimensão, e que  explica da seguinte maneira: “Quando se discute movimento em arquitetura, naturalmente se evoca a quarta dimensão que é o tempo. E isso é o movimento do corpo no espaço e a acumulação dos pontos de vista que atravessam um edifício.” Com Arquitetura animada, Axel de Stampa, oferece um padrão inverso, no qual o edifício vai oferecer diferentes percepções ao observador imóvel; podendo desta forma, facilitar e revelar um indicador adicional para a obra arquitetônica.

Veja algumas aplicações de Gifs por Axel de Stampa sobre fotografias de algumas obras arquitetônicas famosas e seus efeitos visuais:

Absolute Towers/ MAD Architects. Fotografia: Tom Arban. Gif por Axel de Stampa

 

New Art Museum/Sanaa. Fotografia: James Ewing. Gif por Axel de Stampa

 

Museu da Memória/ Estúdio América. Fotografia: Nilco Saieh. Gif por Axel de Stampa

 

Zollverein School: Escola de Administração e Design? SANAA. Fotografia: Iwan BaanGif por Axel de Stampa

 

America’s Cup Building/ David Chipperfield. Fotografo desconhecido. Gif por Axel de Stampa

 

Mirador Building/ MVRDV e Blanca Lleo. Fotografia: Luis Garcia. Gif por Axel de Stampa

Conheça mais sobre o trabalho de Axel de Stampa AQUI.

Com sua proposta, Axel imprime uma nova qualidade visual à obra arquitetônica quando a transforma em elástica e expansiva sugerindo um movimento orgânico vivo. Podemos imaginar que os edifícios se ampliarão infinitamente, mas o processo que pode sugerir diversos movimentos relativos aos espaços que a obra arquitetônica ocupa, gera um único resultado artístico definitivo e invariável.

“O espaço está para a arquitetura concebida como a arte e como a literatura está para a poesia: constitui a sua prosa e dá-lhe a caracterização. Para dizê-lo em termo de crítica formalista, é objeto dos símbolos visivos mais adaptados, mais ajustados à arquitetura. Principalmente porque no espaço coincidem a vida e a cultura, os interesses espirituais e as responsabilidades sociais. Porque o espaço não é só cavidade vazia, “negação de solidez”: é vivo e positivo. Não é apenas um fato visível: é, em todos os sentidos, e, sobretudo num sentido humano e integrado, uma realidade vivida.”

Bruno Zevi – Livro: Saber ver a arquitetura

Abraços,
Sejamos Felizes!

Deixe uma resposta

2014 ©: Studio Plano Verde. Todos os direitos reservados. - Feito com Amor e Carinho por IKOEH.com